Diante do “sonho” que não realizou (Paulo Panelli)
Transforme a sua empresa no próximo biênio com a Gestão Compartilhada! (Cleber Camargo)
8 de janeiro de 2018

Diante do sonho que não realizou…

Lidar da melhor maneira possível com o fracasso, nem tudo está perdido, não sair do jogo abalado mas sim consciente, se o tempo voltasse o que de diferente faria…o que aprendeu neste período…extrair o que de positivo para lidar com o insucesso, viver um novo entendimento porque a próxima oportunidade está à porta, se a ansiedade permanecer constante interferindo nas atividades de novo planejamento, lembre-se que a mesma pode ter desencadeado o processo ou mesmo a razão do próximo episódio negativo.

A grande confusão é imaginar que comunicação interna é gestão, comunicação inútil, de mau gosto, denigre pessoas e compromete seu trabalho, ninguém assume ou imagina a prática, porém constantemente é autor, o respeito pelas diferenças individuais, doar princípios éticos comportamentais, base saudável ao ambiente de trabalho ajudando a saúde da gestão empresarial, pessoas diferentes, valores individuais não compatíveis com os valores dos demais, evidentemente expressos dentro dos princípios éticos.

Diante do sonho que não realizou…

Se imaginarmos que para o sucesso ocorrer temos que contar com a competência e a oportunidade, não adianta estar apenas alicerçado em uma se a outra inexistir, mesmo considerando que para a aplicabilidade de seu “sonho” você foi competente e teve a oportunidade, porém fracassou na comunicação interna contaminou o ambiente de trabalho, ao invés de sucesso você colheu oportunidade perdida, caos, desperdício e decisão incorreta.

Empreender perde o significado quando o mentor deixa de transferir as competências que absorveu em sua trajetória profissional, passando a transferir suas aptidões de dono, como artesão, administrador, vendedor e burocrata, todas as grandes realizações humanas foram geradas por sonhos, estes devem ser transformados em realidade, realizadores e não sonhadores, se tomarmos decisões sérias e efetivas tudo será diferente, assim realizadores, a persistirem com as intercorrências ora apontadas apenas coparticipantes do sonho alheio.

Por: Paulo Panelli – Human Management Solutions

Curta a RVK no Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *